Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um minuto de alma

Um minuto de alma

19
Jul18

Ontem

CB

Estive presente numa habitual reunião, julgava eu.

Só que não. Estive num pseudo funeral. Houve choro, drama, tragedia e horror pela partida de um elemento. Note-se: Para um departamente abaixo do habitual. E portanto estará ao nosso alcance sempre que o quisermos visitar.

Levamos um ano inteiro a fazer o que nos dá na real gana e depois temos a lata de carpir por uma mariquice destas.

Ou eu sou muito prática ou eu sou muito bruta e fria e prefiro acreditar na primeira.

Tinha pessoas a meu lado a chorar e ainda pensei oferecer um lenço de bolso. Queria ter-me vindo embora mais cedo mas tive que esperar que todos dessem as condolências pela alteração da coisa.

Ás vezes acho que nasci numa parte do mundo que não é a minha, ás vezes acho que aqui a tam tam  sou eu, mas que há coisas que me deixam de boca aberta há. Talvez por ter que lidar com a mudança de um outro elemento que mais me diz e realmente me importa não fiquei tão sensível a isto. Cada coração sofre por quem gosta, verdade?

Assim, vou seguindo o meu caminho sempre com os olhos arregalados para tentar perceber se nesta coisa a que se chama relaçoes humanas sou a infeliz e insensível realista. Não vá eu dar uma de brutamontes num mundo onde tudo é rosa e eu não entendo o drama pela mudança acontecida.

Hoje e após o cenário que presenteei se me pagassem uma viagem a Marte eu ia e nem fazia as malas.

Mas eu sou gaja e devo ter um feitizinho da m*rda.

 

 

É isso né? Tenho mau feitio?

 

 

 

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D